sexta-feira, 26 de março de 2010

UM PINTOR DE VEZ EM QUANDO

Alfredo Keil -Um Rebanho em Sintra

Alfredo Keil – Biografia

Movimento - Romantismo

Ano - 1851-1907

Informação - Nasceu em Lisboa em 1851 e morreu em Hamburgo (Alemanha) em 1907. Sua educação básica se deu igualmente na Alemanha, berço do romantismo. Esta foi, talvez, uma das razões pelas quais o artista seguia a reboque das novas tendências, já estabelecidas na Europa, inclusive em Portugal.

Em 1890, realizou uma exposição individual em Lisboa, bastante concorrida, na qual expôs cerca de trezentos quadros. Foi a consagração em seu país, após o reconhecimento que lhe fora dado por outros países.

Em 1878, inscreveu-se na Exposição Internacional de Paris; em 1879, esteve no Brasil, expondo no Salão Nacional de Bellas-Artes, onde conquistou medalha de ouro; em 1886, participou da Exposição de Madrid, recebendo a Condecoração da Ordem de Carlos III de Espanha.
Em Portugal, sua presença como pintor foi ofuscada pelo brilhantismo com que se destacou na música e na poesia. Foi na música, sobretudo, que ele obteve seu maior sucesso, havendo composto o hino pátrio A Portuguesa, num momento em que Portugal mantinha sério confronto com a Inglaterra. Sua mais conhecida composição, todavia, foi a Marcha Fúnebre. E, entre os livros de poesia que publicou, destaca-se Tojos e rosmaninhos (poesias, 1908).

terça-feira, 9 de março de 2010

quarta-feira, 3 de março de 2010

AS MINHAS PINTURAS


CARRO ELÉCTRICO - Acrílico sobre tela



Este quadro que mostra uma rua de Lisboa e um carro da Carris (julgo ser na Rua da Alfândega, junto ao Terreiro do Paço) pintei-o em 2008.

Já não está em meu poder, mas para não o esquecer tirei-lhe esta foto que aqui deixo para que todos, incluindo eu próprio, possamos a alguma distância fazer a nossa crítica.